21/04/08

Eu mordo-me de inveja.

Certamente você já reparou naquele tipo de pessoa com quem nos cruzamos diariamente, que anda na rua em passo lento, como se tivesse todo o tempo do mundo por sua conta e com ar de quem quer dizer: Eu sou o máximo!

Caminha com os braços arqueados e afastados do corpo, tal como o cow-boy dos filmes, nos duelos, prontos a sacar das pistolas.

Não sei porquê, mas nunca traz nada nas mãos,penso que é para não estragar a figura, só o vejo com um saco pendurado no ombro quando vai para o ginásio.

Está sempre fazendo pose, como se soubesse que a qualquer momento vai ser fotografado. Aparentemente não tem nada para fazer. Não gosta de ler e apenas cuida de manter os músculos.

Acorda entre o meio dia e as 14 horas, almoça sempre no mesmo local, onde, por ser cliente habitual, tem um bom desconto na refeição. Dali segue para o mesmo sítio de todos os dias, para um bate-papo com os amigos. Ao fim da tarde vai até o ginásio.

Não sei o que faz à noite, mas deve recolher ao seu quarto bastante tarde, tendo em vista as horas a que se levanta.

Imagino que a vida lhe corre de feição, porque se nota que é uma pessoa contente consigo mesmo. E aquela tranquilidade olímpica, só é explicável por uma ausência de preocupações.

Ao menos que haja alguém tranquilo no meio da azáfama da cidade.È que parece estar sempre de férias.
Pois é, mas eu mordo-me de inveja. :)

José

6 comentários:

  1. Olá Joana Dalila,

    Há quem prefira roer-se de inveja, eu prefiro morder. :)

    Agora falando a sério.
    Eu sei que você sabe que eu não tenho inveja nenhuma do tipo de vida que o personagem adoptou!

    Obrigado pela visita e pelo comentário. Apareça sempre.

    ResponderEliminar
  2. "Você" é que não, senão quem morde sou eu!

    "Tu".

    Beijo

    ResponderEliminar
  3. Joana
    Tudo menos ser mordido!

    Aparece sempre que puderes.

    ResponderEliminar
  4. rsrss!Vc deu tantos detalhes q por um segundo achei q vc estivesse falando talvez por ja ter vivido tal experiencia. Tb quer dar minha opiniao!! Se for pra escolher entre morder ou roer... acho q fico com uma mordida.rrss! valeu pela visita! volto sempre q possivel y ve se nao da tanta atençao as minhas bobagens, rs!! Sensivel eu confesso! sou um bocadinho sim!Quanto a sofrer + tenha total certeza q sim...

    ResponderEliminar
  5. Alluap,

    Obrigado pela visita e pelo comentário.
    Não, nunca passei por essa experiência. :)
    Até à próxima.

    ResponderEliminar